Representantes da Fenapef se reúnem com novo Diretor de Gestão de Pessoal da PF, Oswaldo Gomide

Em pauta, demandas antigas da categoria como pagamento por sobreaviso, indenização de fronteiras e atualização das diárias

Fonte: Comunicação Fenapef

Data: 19/05/21

Os diretores Marcus Firme (parlamentar) e Flávio Werneck (jurídico) estiveram nesta terça-feira (18) com o Diretor de Gestão de Pessoal (DGP) da Polícia Federal, Oswaldo Gomide. Além da saudação ao novo diretor, os representantes dos policiais encaminharam à nova equipe demandas antigas da categoria. Foi o primeiro encontro entre a Fenapef e o novo DGP desde que ele assumiu a função, em abril.

A questão do sobreaviso foi um dos temas em destaque na conversa. Há anos, os policiais federais lutam pela regulamentação do regime, que não tem definição legal. A categoria reivindica o pagamento pelas horas em que precisam ficar à disposição da corporação, aguardando convocação para entrar em ação. Gomide disse aos diretores da Fenapef que já existe uma proposta pronta a ser encaminhada ao Diretor Geral, Paulo Maiurino, para tentar resolver o problema. Também acrescentou que há diálogo aberto com o ministro da Justiça, Anderson Torres, para debater o tema.

Os representantes da Fenapef também falaram de outras demandas dos policiais federais que também estiveram em pauta, como a indenização de fronteira, a atualização do valor das diárias e o valor-limite para ressarcimento de despesas de saúde (reembolso per capita).

O desconto nos vencimentos dos policiais federais da cota-parte do auxílio creche também foi abordado no encontro. Embora a Advocacia Geral da União (AGU) já tenha solicitado a suspensão dos descontos, a Polícia Federal ainda não efetivou a suspensão da cobrança. Foi solicitada rapidez no cumprimento da ordem da AGU para dar início da execução dos atrasados, frisou o diretor jurídico, Flávio Werneck.

Gomide também falou de propostas que ele tem para a categoria. Uma delas seria o auxílio- fardamento.

OUTRAS NOTÍCIAS

Alerta: “A PEC 32 vai promover o desmonte do serviço público”

Na abertura do Congresso do IEDF, presidente da Fenapef defende humanização das forças policiais

Saúde mental de policiais durante a pandemia é tema de debate na Câmara

Presidente da Fenapef é um dos autores do livro ‘Prevenção: Instrumento e Fraternidade’