Sistema sindical da Fenapef luta por vacinação prioritária

Em vários estados, policiais federais já estão sendo vacinados ou foram incluídos na lista

Fonte: Comunicação Fenapef

Data: 25/03/21

A articulação e o esforço do sistema sindical de servidores da Polícia Federal estão garantindo prioridade para a vacinação em diversos estados. O Pará já iniciou a vacinação de policiais no último fim de semana. Em Goiás, o governador Ronaldo Caiado postou em uma rede social que, depois da saúde, agora os profissionais da segurança pública serão os próximos a ser imunizados.

Em São Paulo, após um encontro entre a presidente do SINPF-SP, Susanna do Val Moore, e o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, o governador João Dória anunciou que os profissionais de segurança pública – incluindo os policiais federais – estão também na linha de frente do calendário de imunizações. “Incluímos os policiais federais que atuam em São Paulo no plano de vacinação para os profissionais de segurança”, postou ele no Twitter.

Também no Piauí e no Acre as negociações estão adiantadas.

O presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, encaminhou, nesta quinta-feira (25), mais um ofício ao Ministério da Saúde defendendo a prioridade para todos os policiais federais do País. Ele lembra que o índice de contaminação pelo coronavírus na corporação chega a dez por cento. “Temos mais de mil casos de infecção e ao menos seis mortes de policiais da ativa”, lembra. Também reforça que praticamente toda a corporação atua nas ruas, seja em operações, seja em atendimento à população e está, portanto, mais exposta à doença.

Os deputados Ubiratan Sanderson (PSL-RS) e Aluísio Mendes (PSC-MA) também já pediram prioridade para os policiais.

Além da vacina, os servidores da PF pedem mais proteção também durante operações que envolvam escolta de presos que já testaram positivo e estão em ambiente hospitalar.

OUTRAS NOTÍCIAS

Fenapef entrega medalha ao advogado e cônsul honorário do Gabão em Pernambuco, André Fonseca

Fenapef se reúne pela primeira vez com o novo diretor geral

Continua o revezamento de funcionários na sede da Fenapef

Boudens: “precisamos evitar a explosão da quarta granada nos nossos bolsos”