Relatório de PL que garante integralidade e paridade aos policiais é aprovado na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado

O Projeto de Lei Complementar n° 214/23 trata das regras de cálculo e reajuste dos proventos da aposentadoria do servidor público policial

Fonte: Comunicação Fenapef

Data: 23/11/23

O relatório referente ao Projeto de Lei Complementar n° 214/23, proposto pelo deputado Sanderson (PL/RS), foi aprovado, nesta terça-feira (21), na reunião da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados. O projeto busca proporcionar segurança jurídica aos policiais, conferindo-lhes garantias essenciais no contexto da aposentadoria, notadamente a integralidade e a paridade.

No que tange à integralidade, a norma procura assegurar que a aposentadoria policial contemple a totalidade da remuneração percebida no cargo no momento da aposentadoria. Quanto à paridade, o projeto estabelece que os benefícios e vantagens concedidos aos servidores ativos da carreira se estendam igualmente aos inativos, garantindo, assim, equidade nas alterações ocorridas.

Essa iniciativa representa um avanço significativo no reconhecimento dos direitos dos policiais no que diz respeito à aposentadoria e contribui para a estabilidade e isonomia no tratamento dos profissionais de segurança pública.

OUTRAS NOTÍCIAS

Saiba como será o expediente da Fenapef neste Carnaval

Aposentado e pensionista: você pode ter direito à isenção do IRPF

Integralidade e paridade na aposentadoria: possível resposta nos próximos 90 dias

Fenapef prestigia posse do novo ministro da Justiça e Segurança Pública