Policiais federais fazem a segurança em aeroportos internacionais e nacionais do país

Fonte: Comunicação Fenapef

Data: 31/05/24

Policiais federais estão presentes em todos os aeroportos do país para manter a segurança pública. O diretor parlamentar da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) e presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Federal no Piauí (SSDPFPI), Marcos Avelino, é responsável pelo Aeroporto de Teresina (THE), na capital do estado, há mais de 12 anos.

De acordo com Avelino, o papel dos policiais federais é crucial para a segurança aeroportuária do país. “Os agentes de Polícia Federal operam no exercício da Polícia Federal de soberania e controle, que está entre as atribuições da Polícia Federal. Eles exercem esse papel fiscalizador e preventivo na segurança dos sítios aeroportuários. Tudo aquilo que é considerado sensível é de atuação dos policiais federais. Então, qualquer abalo, ameaça ou situação de risco que envolva aviação civil, atrai a atuação dos policiais federais”, afirma.

Avelino destaca que a missão primordial de garantir a segurança da avião civil se dá por meio de ações que preservam a integridade das áreas aeroportuárias, protegendo passageiros, tripulações e aeronaves contra todas as ameaças. Os profissionais trabalham na supervisão das inspeções de segurança de passageiros, bagagens e cargas, verificam a idoneidade de quem trabalha em áreas restritas, fiscalizam o cumprimento das normas de segurança e coordenam ações conjuntas com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e outros órgãos públicos com atuação fiscalizadora em cada área de atuação. Além disso, combatem crimes como tráfico de drogas, contrabando, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos, assegurando que os aeroportos brasileiros sejam um ambiente seguro para todos.

Marcos Avelino acrescentou que dentro da Fenapef, um dos trabalhos mais efetivos da entidade é trazer a proteção jurídica a todos os profissionais, propondo ao governo, ao Ministério da Justiça e à gestão da Polícia Federal, melhorias eficazes. “Reforçamos a melhor distribuição de efetivo, para uma atuação segura nos areoportos. Em contextos sensíveis e estratégicos, é necessário aporte e estrutura adequada”, defende.

Para o diretor parlamentar, esse é o papel da Federação, cobrar e fomentar discussões não só no âmbito do governo federal, mas também no âmbito legislativo, mostrando a realidade que é demonstrando a importância do policial federal para a segurança pública brasileira. “A gente entende que com o fortalecimento do policial, com o fortalecimento da PF, conseguiremos diminuir significativamente os índices de criminalidade no país”, conclui

Responsável por garantir a segurança dos passageiros e tripulação em situações de emergência ou ameaças à segurança a bordo, policiais federais trabalham em 31 aeroportos internacionais e 36 domésticos, que atendem mais de 75 milhões de passageiros ao ano, de acordo com dados da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O Brasil tem 2.463 aeroportos e aeródromos registrados pela ANAC – 1.806 privados e 657 públicos, sendo 44 aeroportos internacionais.

Os aeroportos compõem um dos ambientes mais importantes para a defesa do território nacional. Fiscalizar o ambiente, emitir documentos, controlar quem entra e quem sai do país, e combater crimes como tráfico de pessoas, armas e drogas são formas de garantir a soberania nacional.

Além de policiar o ambiente aeroportuário, os núcleos especializados da Polícia Federal emitem passaportes, identidades de estrangeiro, vistos de residência e pedidos de asilo ou refúgio, documentos essenciais para o pleno exercício dos direitos garantidos na Constituição brasileira.

Os profissionais trabalham em delegacias como a DEAIN (Delegacia Especial no Aeroporto Internacional) e a DELEMIG (Delegacia de Imigração), no Núcleo de Polícia Aeroportuária (NPAER), responsável por todo o Controle Migratório e Polícia Aeroportuária.

Já o Comando de Aviação Operacional (CAOP) é a unidade aérea da PF, responsável por promover o apoio aéreo às atividades da Polícia Federal, Ministério da Justiça, e demais órgãos de segurança pública do Governo Federal e Estados da Federação.

O Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, foi o primeiro aeroporto civil do Brasil, inaugurado em 1936. No início, a aviação comercial empregava hidroaviões que atracavam no mesmo local. Aterrado a partir de 1934, a estação de passageiros foi inaugurada em 1938.

OUTRAS NOTÍCIAS

Fenapef consegue redução de reajuste do plano Seguros Unimed

Presidência da Fenapef envia ofício à DGP/PF com minuta do projeto de Lei Orgânica

Diretoria da FENAPEF prestigia posse da nova diretoria do SINPOF/CE

Agente da PF conclui Treinamento Tático para Interventores em São Paulo