Agente de Polícia Federal Humberto Wendling lança seu quarto livro, denominado Policiais: coletânea 2

O quarto livro do autor lembra que policial tem medo, mas cumpre seu dever mesmo assim

Fonte: Comunicação Fenapef

Data: 10/07/20

Esta segunda coletânea traz artigos que podem ajudar na compreensão das dificuldades daqueles que atuam nas forças de segurança pública.

Na obra, o autor diz que é "Estranho, mas reconfortante, treinar um policial e perceber que o ápice do seu desempenho é quando ele encontra um agressor letal e continua de pé”.

Esta é a prova de que o aprendizado foi cumprido à risca no instante em que o policial encontra seu pior momento.

“Muitos acreditam que ser policial significa não ter medo. E isso é um erro, pois só um louco não teria medo de se aproximar de um carro com vidros escuros; de subir os morros de uma favela; de se aproximar de uma porta para cumprir um mandado de busca ou correr direto para o epicentro de um tiroteio”, completa.

Para ele, o medo é parte do cotidiano do policial. Mas “a nossa diferença, e que torna o trabalho policial admirável, é que cumprimos com o nosso dever assim mesmo."

Os outros livros são:

- Autodefesa contra o crime e a violência - um guia para civis e policiais.

- Sobrevivência Policial - morrer não faz parte do plano

- Policiais - coletânea

O novo livro já está disponível no site do Clube de Autores (www.clubedeautores.com.br).

OUTRAS NOTÍCIAS

Da Guerra Federal para a Transnacional: lançado segundo volume da série Guerra

Pesquisa de policial federal brasileiro está entre as mais relevantes do mundo

Presidente do Sindicato da Polícia Federal do RJ qualifica sua tese de doutorado na UFF

Pesquisas de papiloscopistas brasileiros estão entre as mais relevantes do mundo