Agência corrige asserção de Segóvia sobre arquivamento de inquérito contra Temer

11 de Fevereiro de 2018

A agência de notícias Reuters divulgou na noite deste sábado (9) uma reedição da entrevista publicada na sexta-feira com o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, que inclui um esclarecimento sobre suas declarações. A agência afirma que Segóvia disse que até o momento não há indício de crime no caso do decreto dos portos que apura possíveis infrações cometidas pelo presidente Michel Temer, “indicando, em vez de afirmando, que a tendência é que a PF arquive o caso”.

Com a repercussão da entrevista, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) divulgou nota em que expressa “discordância e preocupação com as declarações atribuídas ao Diretor-Geral”.

Agência Fenapef



Outras notícias