Policiais Federais protestam em todo o país pelo cumprimento de promessas do governo

“Hoje, é uma questão de política; depende exclusivamente do presidente da República”, enfatiza Marcus Firme, presidente da Fenapef

Fonte: Comunicação Fenapef

Data: 28/04/22

Por todo o país, policiais federais promoveram manifestações, nesta quinta-feira (28), para demonstrar indignação pela quebra de compromisso do Governo Federal com a categoria. Em Brasília, o ato ocorreu em frente à nova sede da Polícia Federal, na W3 Norte, e reuniu cerca de trezentas pessoas, às nove horas da manhã.

“Nosso objetivo é chamar a atenção da sociedade e do próprio presidente para que ele cumpra o prometido, cumpra a promessa de valorizar os policiais. Essa promessa veio lá de trás, da época da eleição”, lembrou o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Marcus Firme. Ele recorda que, até hoje, as promessas de valorização para os policiais das forças de segurança da União não foram cumpridas.

A expectativa não concretizada fomentou uma insatisfação muito grande entre os policiais federais, que cobram a promessa do presidente Bolsonaro de que R$ 1,7 bilhão do Orçamento Geral da União seriam investidos na reestruturação da carreira e correção das perdas acumuladas nos últimos anos. “Hoje, é uma questão política; depende simplesmente do presidente da República”, assegurou Firme.

“O momento é extremamente importante e impõe unidade. Nossa luta é por valorização, por correção de distorções históricas que temos experimentado nestes últimos anos”, disse o diretor parlamentar da federação, Marcos Avelino. Ele lembrou que já houve, há muito pouco tempo, “uma reestruturação gigantesca das Forças Armadas e que ela aconteceu em meio à Reforma da Previdência. Há uma dívida com os policiais federais”, concluiu.

Além de Brasília, as manifestações ocorreram em todas as unidades da Polícia Federal nos estados. No Piauí, o ato está marcado para as 10 horas desta sexta-feira (29). Também na sexta-feira, no final do dia, durante a solenidade de encerramento de atividades e arriamento de bandeiras no antigo prédio da Direção-Geral em Brasília (o “Máscara Negra”), haverá outro protesto, com faixas lembrando a importância de valorizar os servidores. A solenidade está marcada para as 17 horas.

Os policiais federais vão continuar em estado de mobilização permanente, atentos para a possibilidade de chamamento para novos protestos, disse o presidente Firme.

OUTRAS NOTÍCIAS

Policiais federais vão intensificar trabalhos para demonstrar importância da categoria

Nota de solidariedade aos colegas PRFs assassinados em missão

Policiais federais suspendem manifestações da próxima semana

Policiais federais realizarão manifestações em todo Brasil; protesto em Teresina será na sexta