A autonomia excessiva da PF é perigosa

4 de junho de 2016

Carta Capital: Delegados aproveitaram a repercussão de áudios de políticos defendendo uma inferência na Lava Jato para defender a PEC 412, que propõe a autonomia administrativa e financeira da PF.

Luis Antônio Boudens: É um movimento claramente corporativo, para fortalecer o cargo de delegado. Não por acaso, 90% dos policiais federais são contra a proposta. O texto original prevê dotar o órgão policial de mais poder, mas ele não será distribuído para toda a PF, ficará restrito a um grupo. Por si só, a proposta é perigosa por dar autonomia excessiva a um órgão armado, que poderá agir como bem quiser, a seu bel-prazer. Pior: afasta o controle externo da atividade policial exercido pelo Ministério Público.

Confira a entrevista com o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais | http://bit.ly/1UzCqFQ



Outras notícias