Em posse da Anadep, Fenapef e defensores públicos concordam em intensificar diálogo

Data: 16/02/17

O presidente e o diretor parlamentar da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luis Antônio Boudens e Marcus Firme dos Reis, prestigiaram a posse da nova diretoria da Associação Nacional dos Defensores Públicos (Anadep). No ato, foram empossados o presidente, Antonio Maffezoli; os três vice-presidentes Thaísa Oliveira, João Gavazza e Pedro Coelho e demais integrantes dos conselhos diretor, consultivo e fiscal da Entidade para o biênio 2017/2019. O evento ocorreu nessa quarta-feira (15), em Brasília (DF).

Antes de iniciar a solenidade, Boudens parabenizou o novo presidente pela importante contribuição à frente da Defensoria Pública de São Paulo e destacou interesses comuns entre a Fenapef e a Anadep. O desejo de intensificar o diálogo entre as duas entidades também foi compartilhado por Maffezoli, que propôs uma reunião inicial.

Já em seu discurso, Maffezoli garantiu que a Anadep terá uma atuação estratégica na tramitação da PEC 287/2016. O presidente empossado argumenta que é necessário garantir que não haja retrocessos e ataques aos direitos adquiridos pelos servidores públicos.

“A luta é para que a Reforma da Previdência não prejudique os direitos adquiridos e as justas expectativas de direito de milhares de defensores públicos, muitos com já dezenas de anos de dedicação à carreira, que ingressaram no serviço público conscientes das regras de aposentação então vigentes e que, em virtude delas, planejaram suas vidas profissionais, familiares e financeiras. A Anadep e as associações estaduais já estão – e continuarão – firmemente integradas às entidades representativas dos servidores públicos e das demais carreiras do sistema de Justiça”, declarou;

Antônio Maffezoli foi eleito em dezembro, liderando a chapa única "Resistir para avançar – nenhum direito a menos". Ele já foi vice-presidente da Anadep na gestão 2011/2013 e desde 2010 é defensor público interamericano, onde exerce a defesa legal de vítimas necessitadas que não possuam representação perante o Sistema Interamericano de Direitos Humanos.

O evento contou com a participação do ministro em exercício da Justiça e Segurança Pública, José Levi Mello do Amaral Júnior, ministros de tribunais de justiça, parlamentares, magistrados e presidentes de entidades representativas.

OUTRAS NOTÍCIAS

Salineiro defende que projetos de lei são constitucionais

Retomada na câmara e na PF

Agenda Parlamentar - 11/09/2017 a 15/09/2017

Agenda Parlamentar - 04/09/2017 a 08/09/2017