Polícia Federal apreende 375 toneladas de cristal quartzo

Data: 07/04/11

A Polícia Federal (PF) apreendeu 375 toneladas de cristal quartzo, entre os dias 31 de março e 6 de abril, no distrito de Senador Mourão, em Diamantina, na Região Central de Minas Gerais. De acordo com a polícia, a extração do mineral estaria danificando áreas consideradas de preservação permanente. Segundo a PF, a ação fez parte da operação Senzala, que tem como objetivo combater a mineração irregular e o trabalho escravo na região.

 



No local, também foram apreendidos equipamentos como pás carregadeiras, motobombas e motores. Três pessoas foram indiciadas pela atividade mineradora ilegal. De acordo com a polícia, cerca de duas mil toneladas do mineral eram retiradas por mês. Cada tonelada custa aproximadamente R$ 40.

 

Durante a operação, os policiais encontraram 31 mineiros trabalhando em condições semelhantes à de trabalho escravo. Segundo a polícia, eles não tinham equipamentos de segurança, registro em carteira de trabalho e moravam em casas com conforto e higiene precárias.

OUTRAS NOTÍCIAS

Levantamento alerta para direitos do servidor público estudante

1ª Turma mantém júri do caso Villela

Agente da PF ganha direito de remoção após ser vítima de assédio

Texto da reforma da Previdência é aprovado na CCJ