Servidores da Polícia Federal em RR fazem paralisação contra reforma da previdência

6 de Abril de 2017

Presidente do Sindicato dos Servidores da PF no estado diz que há indicativo de greve

Agentes, delegados, escrivães, papiloscopistas, peritos e servidores administrativos da Polícia Federal (PF) em Roraima paralisaram os serviços na manhã desta quarta-feira (5) em protesto contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que prevê a reforma da previdência.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Federal no estado (Sinpofer), Renato Ribeiro de Carvalho, o ato teve início por volta das 9h em frente a sede da PF, na zona Sul de Boa Vista e deve seguir até às 11h30.

O sindicato não informou quantas pessoas participam do ato, mas disse que convocou todos o servidores para deliberar contra a PEC 287. A mobilização acontece a nível nacional.

Ainda de acordo com a organização, apenas os serviços de atendimento ao público seguem normalmente. As demais atividades da instituição devem ser rotomadas no período da tarde.

Segundo o presidente do Sinpofer, a ideia é sensibilizar a sociedade e mostrar quais alterações na lei podem impactar diretamente na vida dos trabalhadores.

Carvalho disse ainda que há o indicativo de greve. “Os servidores da PF são contrários à PEC 287 como ela foi proposta. Nós sabemos, há uma necessidade de reforma na previdência, mas isso deveria ter ocorrido de forma mais transparente” disse.

G1



Outras notícias