NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE AS DECLARAÇÕES DO DIRETOR-GERAL DA PF

10 de Fevereiro de 2018

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) vem a público expressar sua discordância e preocupação com as declarações atribuídas ao Diretor-Geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, em entrevista concedida à Agência Reuters de Notícia, sobre as investigações envolvendo o atual Presidente da República.

Ao adentrar às questões internas de uma investigação criminal, conduzida por uma equipe multidisciplinar de investigação, composta por agentes federais, delegados, escrivães, papiloscopistas e peritos, o dirigente tanto extrapolou em suas funções, que são precipuamente administrativas, quanto avançou no sentido de garantir o entendimento futuro do Ministério Público Federal, a quem cabe legalmente o pedido de arquivamento de investigações criminais, e do Poder Judiciário, a quem cabe a decisão final pelo arquivamento ou não.

Os policiais federais esperam uma retratação pública desse posicionamento, além de uma mensagem dirigida ao público interno, com um firme posicionamento atrelado a um rol de condutas isentas do dirigente maior da PF, que garantam o bom funcionamento dos nossos trabalhos, sem qualquer risco de que estaríamos vivenciando uma era de ingerências políticas em nossas investigações.

O fato de desfrutar de alta credibilidade junto à sociedade brasileira obriga todos os policiais federais brasileiros a se manterem firmes na missão de ajudar a construir um País melhor, mais justo e livre da corrupção, sem partidarismos ou enlaces políticos que venham manchar a nossa conduta e a nossa reputação.

 

10 de fevereiro de 2018

Diretoria da Fenapef



Outras notícias