“Ninguém está isento de ser investigado”, afirma Valeixo durante celebração dos 75 anos da PF

Data: 2019-03-27 15:23

Evento nessa quarta (27), em Brasília, reuniu entidades de classe e superintendentes de todo o Brasil para comemorar o aniversário da Polícia Federal

Os 75 anos da Polícia Federal, que serão celebrados no dia 28 de março, renderam comemorações também nessa quarta-feira (27), em Brasília. A Superintendência da PF ficou cheia de servidores de todas as partes do Brasil, que foram recebidos para homenagens pelo secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Luiz Pontel de Souza, e do diretor-geral da PF, Maurício Valeixo.

O evento marca uma maior integração da gestão da Polícia Federal com entidades de classe. A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) estava entre essas representações sindicais. Luís Antônio Boudens, presidente da entidade, disse que essa é a hora de união. “Estamos em um bom momento com a gestão da PF e eventos como esse provam que o diálogo é um passo importante nesse processo.”

Em seu discurso, o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública afirmou que a PF conquistou maturidade durante esses 75 anos de história. Para Pontel, ainda há muitos desafios a serem enfrentados, mas que a força dos servidores do órgão é maior que tudo isso. “Há muito o que se comemorar, a Polícia Federal alcançou um status muito importante em todos esses anos. Esse é um momento de fortalecimento da PF e do Ministério da Justiça, que volta a ter a segurança pública integrada aos seus serviços”, acrescentou.

Maurício Valeixo exaltou o empenho e profissionalismo de todos os que fazem parte do quadro do órgão e agradeceu, em especial, o apoio das entidades de classe, que vêm lutando por melhores condições para os policiais. “Somos fortes mesmo com todas as dificuldades e nos mantemos fiéis aos preceitos estabelecidos pela Constituição Federal.” Valeixo ressaltou o trabalho da PF, que ganhou maior notoriedade depois da maior operação contra corrupção no País, a Lava Jato. “O órgão é dotado de credibilidade, comprometimento e reconhecimento. A PF veio para provar que ninguém está isento de ser investigado”, ressaltou.

As comemorações aos 75 anos da PF continuam na quinta-feira (28), quando uma solenidade está marcada na Câmara dos Deputados e deve reunir representantes das superintendências do órgão e as representações de classe, além dos parlamentares eleitos pela Frente de Agentes da PF.

Comunicação Fenapef

OUTRAS NOTÍCIAS

Texto da reforma da Previdência é aprovado na CCJ

Discussões sobre previdência avançam no Congresso

Fenapef e UPB se reúnem com liderança do governo no Congresso Nacional

Em defesa da aposentadoria, Fenapef prestigia evento da CMB