Gabinete Integrado solicita mudanças no relatório do CPP

15 de maio de 2018
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Na manhã desta terça-feira (08/05), membros das entidades representativas que fazem parte do Gabinete Integrado, se reuniram com o deputado João Campos (PRB/GO), relator do Projeto de Lei 8045/10. A proposição sugere alterações no Código de Processo Penal (CPP).

A reunião que antecedeu a sessão de escolha do presidente da Comissão Especial, criada para deliberar sobre o CPP, teve por objetivo solicitar ao deputado mudanças no relatório. Embora não tenha sido divulgado, o relatório preocupa os profissionais de Segurança Pública. Algumas mudanças tornarão ainda mais burocráticos os procedimentos da persecução criminal. A Comissão Especial será presidida pelo deputado Danilo Forte (PSDB / CE).

SINDIPOL/DF em ação

João José da Cunha, vice-presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (SINDIPOL/DF), participou da reunião também representando a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef). Segundo ele, o deputado João Campos tem a responsabilidade de propor melhorias no Sistema de Segurança Pública e espera que seu relatório se fundamente nas reais necessidade do povo brasileiro.

“Se o relator fizer a mudança do termo autoridade policial para delegado, isso representará retrocesso e acúmulo de burocracia. Vai aumentar ainda mais a sensação de insegurança aos brasileiros, dificultando o trabalho de todos os policiais”, destacou.

Também participaram da reunião o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho; o secretário executivo do Conselho Nacional de Comandantes Gerais (CNCG), Coronel Maurício Rezende Gouveia; diretor de assuntos legislativos da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME), Coronel Miler; o presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel e o diretor financeiro, Ricardo Sá; o vice-presidente da Associação Nacional de Praças (ANASPRA), Héder Martins; o secretário-geral do Conselho Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP), Elísio Teixeira; o presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), Marcos Camargo.

Com informações e fotos da assessoria da FenaPRF.

SINDIPOL/DF



Outras notícias