RS: PF indicia assessor de deputado 

29 de janeiro de 2008
A Polícia Federal já indiciou 14 pessoas na investigação que apura o desvio de selos na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul. Entre os crimes praticados estão corrupção ativa, passiva, peculato, formação de quadrilha e uso de documento falso. Na última sexta-feira, 25, o assessor de um deputado estadual prestou depoimento na Superintendência da Polícia Federal e foi indiciado por peculato.

Policiais federais também cumpriram mandado de busca e apreensão em um escritório de contabilidade que prestava serviço à MR Entregas, arrecadando documentos referentes à empresa e a alguns dos investigados.

Nos próximos dias a Polícia Federal irá retirar as 36 fitas com arquivos de e-mail retidas na Assembléia Legislativa, que serão encaminhadas à perícia. O procedimento de busca por palavras-chave relacionadas aos investigados e ao desvio de selos será feito através de um software que está sendo adquirido pela Polícia Federal.

A data de conclusão do inquérito está prevista para 16 de março deste ano.

 



Outras notícias